Tagged: csm

Retrospectivas Ágeis Agile Brazil 2013

O workshop de retrospectivas ágeis com Paulo Caroli e TC Caetano foi uma imersão prática que mostrou o real propósito desta atividade, que é essencial em projetos. Quem tiver a oportunidade de participar não irá se arrepender.

A seguir coloco meu ponto de vista sobre retrospectivas e um pouco do que aprendi no workshop.

Seja ágil no seu dia a dia

Utilizo o agileretroactivities.blogspot.com.br e o funretrospectives.com sempre como referência sobre retrospectivas e facilitação ágil. Você encontra dentro do blog o dia a dia do Caroli e do TC usando facilitação como pedra fundamental nos projetos. Um blog super prático, um handbook.

Retrospectivas é prática

Saber facilitar uma retrospectivas necessita de preparação, mas isto não significa fazer uma apresentação com slides.

O importante é: focar nas pessoas! e escutar! O kit de retrospectivas ágeis do Caroli/TC pode te ajudar a planejar as retrospectivas. Este kit é extenso e conta com mais de 33 atividades diferentes, divididas por tipos como energizer; norming; data gathering.

Workshop Agile Retrospectives Paulo Caroli and TC Caetano

 

Sugiro que você escolha uma atividade aqui e “rode” com seu time. experimente sempre.

Lembre-se da preparação que é muito importante!!! Retrospectivas sem propósito é desperdício. Uma leitura legal sobre desperdício é o livro REWORK!

Como eu Gorski faço minhas retrospectivas?

Nos times que facilito pela primeira vez retrospectivas eu utilizo a seguinte agenda:

  1. Prime Directive ,  Um ponto muito importante aqui! A directiva primaria contextualiza a atividade e deixa as pessoas mais vontade. Leia esta directiva em voz alta para todos, no inicio da reunião.
  2. ZIP ZAP ZOOM, este é para acordar o pessoal! :) muito bom este energizer!!! segue a foto do Caroli rodando ela no palco do Agile Brazil 2013 em Brasilia:Icebreaker - ZipZapZoom Agile Brasil 2013
  3. Open the box , Esta parte é onde o time mostra o propósito da retro. Acho esta atividade muito completa para times iniciantes.
  4. Feedback e ROI , para finalizar. Entenda se o pessoal gostou ou não da atividade.

Conclusão,  Opinião e Recomendação:

Workshop de Retrospectivas (Kit de retrospectivas ágeis) do Paulo Caroli e do TC Caetano é extremamente recomendado. Isto mesmo que você já tenha experiência prévia com metodologias ágeis(Scrum, XP, SAFe, ScrumXP, Lean Software Development).

Aprendi muito sobre “foco em pessoas no lugar de processos e ferramentas” , e assim vou desvendando como interpretar o manifesto ágil.

Quer participar? O proximo é em dezembro no BA Brazil: http://babrazil2013_preconf_thoughtworks.yubi.me

Caso queira aprender mais um livro que já li e recomendo é o The Retrospective HandBook do Patrick Kua (kindle).

No seguinte link tem as outras fotos do evento: http://www.flickr.com/photos/gorski/

Gostou? De sua opinião! Escrevi também sobre o curso de CSM Certified Scrum Master da K21.

CSM com Rafael Sabbagh e Marcos Garrido

Tive o privilégio de assistir ao curso de CSM Certificate ScrumMaster (Scrum Alliance) ministrado por Rafael Sabbagh e Marcos Garrido no Agile Week, pré Agile Trends. Rafael Sabbagh tem o primeiro livro de Scrum produzido no Brasil pela Editora Casa do Código, que lerei na sequência e incluo um review aqui.

 

Agora sou certificado oficial ScrumMaster pela AgileAlliance.

 

Impressões gerais sobre o curso de CSM:

SABBAGH e GARRIDO apresentaram um conhecimento sólido na aplicação de Scrum. Isto é ótimo para exemplificar o uso de alguns conceitos e ajudar da compreensão do formalismo do Scrum. O histórico de ter ministrado o CSM anteriormente traz pontos de vistas interessantes e úteis.

O tempo de dois dias (16 horas) foi bom para balancear a teoria com prática utilizando dinâmicas e colocar a “mão na massa”. O primeiro dia foi a introdução aos conceitos do Scrum e balanceamento do conhecimento entre os participantes, finalizando com uma retrospectiva Start/Stop/Continue eleita pelo grupo usando FiveFingers.

SCM_Scrum_Retro_Review

No segundo dia, uma abstração sobre como organizar um backlog me chamou atenção; a foto de uma cidade, na qual o que está perto se tem detalhes claros e o que está mais no horizonte se tem uma visão, apenas. Neste exemplo, podemos explicar detalhes em um backlog de trabalho (Product Backlog). Itens que estão perto de serem desenvolvidos tem detalhes claros. De acordo com o progresso do projeto itens do horizonte chegam mais perto e são detalhados. Portanto, não detalhe todo seu backlog, somente o que está perto de ser desenvolvido.

SCM_Scrum_Backlog_granularity

 

Atividades aplicadas:

Abstração do que é o Scrum, atividade de nivelamento para demonstrar a experiência dos grupos. Cada grupo gerou sua visão do Scrum e explicou para os demais grupos o seu ponto de vista. Tivemos vários fluxos e desenhos “legais”; uma das abstrações foi do jogo de basquete (BasketOnScrum), esse nome eu inventei agora :), onde todos criamos:

IMG_3049

 

  • PO (Product Owner), o treinador;
  • Time de Desenvolvimento, o time de jogadores;
  • Scrum Master, o capitão do time;
  • Cliente ou Sponsor, a torcida;
  • Visão do Produto, a meta do campeonato que é ser campeão;
  • O Projeto, o campeonato;
  • O Jogo, um sprint;
  • Definition Of Done, cada ponto no jogo;
  • Product Backlog, a contabilização de pontos e a estratégia no campeonato;
  • Release Planning, a tática do jogo;
  • Sprint Backlog, a estratégia do jogo.
  • Sprint Review, pausa do jogo.

IMG_3054

IMG_3056

Faz/Não Faz e É/Não É , uma atividade de nivelamento para workshops ágeis que faz todos os participantes revisarem os papéis do Product Owner, Scrum Master e Time de Desenvolvimento. Eficaz para grupos com diferentes níveis de experiência e aprendizado coletivo.

IMG_3053IMG_3055CSM_Agile_Scrum_1

Five Fingers, é uma ferramenta para feedback em grandes grupos (20+), na qual você usa sua mão para indicar sua resposta, sendo: 1 dedo é não aceito, … ,5 aceito completamente.

Buy a Feature, atividade de priorização de itens, na qual se escolhe os de mais valor dentro de um conjunto. Neste exemplo foram utilizados itens no product backlog. A ideia principal é priorizar itens de mais importância.

IMG_3060

 

Referências utilizadas: 

SABBAGH mencionou alguns livro, dentre eles:

Minha avaliação final e ROI:

POSITIVO. Aprendi novos modos de facilitação e mais sobre Scrum! Recomendo o curso para pessoas que querem iniciar ou ver uma visão diferente sobre como adotar ágil especificamente Scrum.

Um dos feedbacks to pessoal que atendeu o curso foi relativo a retrospectivas. Eu recomendo a leitura deste material aqui e as referencias usadas.

Dica para preparação para o exame de CSM, a K21 tem um simulado aqui.

Interessado em outras atividades ágeis?

Drop-Delegate-Redesign (Jogue Fora – Delegue – Redefina) , ajuda a identificar tarefas de valor.

Retrospectivas ágeis ( Agile Retrospectives ) é uma ótima maneira de ajudar seu time.